[Queres é (a) Letra!] Afonso Cabral lança o primeiro single - Inércia - do seu primeiro disco a solo - Morada

Fotografia Vera Marmelo AFONSO CABRAL AO VIVO: 9 DE AGOSTO - BONS SONS (Cem Soldos, Tomar) 30 DE NOVEMBRO - CCB – APRESENTAÇÃO DO ...

Fotografia Vera Marmelo

AFONSO CABRAL AO VIVO:
9 DE AGOSTO - BONS SONS (Cem Soldos, Tomar)
30 DE NOVEMBRO - CCB – APRESENTAÇÃO DO NOVO ÁLBUM “MORADA”

“INÉRCIA” é o single de apresentação de “MORADA”, o álbum de estreia a solo de AFONSO CABRAL, vocalista dos You Can’t Win, Charlie Brown, que tem data de edição agendada para 5 de Julho, nos formatos físico (digipack) e digital.  “INÉRCIA” é uma canção sobre o verão, a preguiça e a vontade trabalhar, e antecipa o lançamento do primeiro álbum do cantor e compositor em nome próprio e em português. 

“MORADA” mostra-nos um conjunto de 10 canções em português, escritas pelo próprio AFONSO CABRAL, entre o rock e a pop, com uma forte presença de arranjos de cordas.

O músico estreou-se na escrita de canções em português com o tema “Perto” (incluído no álbum), composto para a cantora Cristina Branco e presente no álbum “Branco”. Mais recentemente, com Francisca Cortesão (Minta & The Brook Trout), escreveu a canção “Anda Estragar-me Os Planos”, para a voz de Joana Barra Vaz – tema que foi alvo de uma nova versão no último álbum de Salvador Sobral.

O primeiro longa-duração AFONSO CABRAL teve a produção de António Vasconcelos Dias e foi gravado nos estúdios 15A, casa da editora de João Paulo Feliciano, a Pataca Discos, pela qual a banda de Afonso Cabral, os You Can’t, Win Charlie Brown, editaram os seus primeiros álbuns.

O concerto de apresentação de “MORADA” já está agendado para 30 de Novembro no CCB (inserido na programação do CCBeat). Antes disso, o músico e compositor apresentar-se-á ao vivo no festival Bons Sons (Cem Soldos, Tomar), a 9 de Agosto.

“MORADA” é uma edição de autor, com distribuição pela Sony Music Portugal. A edição do álbum teve o apoio da Fundação GDA.


Que bem que estou aqui contigo a torrar ao sol
Sem uma pinga de suor

Condiz comigo a preguiça sem obrigações
E a pança cheia aos serões

Preocupado com os rumores nos jornais
Sobre o plantel da próxima temporada
Nada para fazer a não ser horas sem abrir os olhos

Desejo ser rapaz correcto e cumpridor
Alguém exemplo de valor

Mas este mar que me convida para mergulhar
Não deixa um homem trabalhar

Profissional eterno a procrastinar
Mas quem me salva e me arranca do buraco
Nada a fazer se passar horas sem abrir os olhos

0 comentários